terça-feira, 7 de outubro de 2014

Há dias que sinto o aroma das coisas simples
Talvez por que me interesso, nesses dias, por coisas simples
Há dias que nada sinto
Há dias que tudo é simples e os pássaros cantam

 a aragem dos mesmos dias, simples

Nesses dias, tudo me lembra o amor
Um pássaro, um raio de sol, um rasgo de azul que pinta o céu
Consigo saborear a aragem do mar, sinto-a na pele,

 cheiro-a e adivinho os desenhos dos corais


   Cecilia Vilas Boas

Nenhum comentário:

Postar um comentário